"o pior analfabeto é o analfabeto político..." Bertold Brecht

.quem sou

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.recentemente

. Dia do Pai...

. O analfabeto político

. Um cravo de Fraternidade

. Abril, mês dos cravos e d...

. Com irregularidades, mas ...

. Poema...

. Digam lá se isto não é de...

. O que nasce torto…

. Erro de autarca põe idoso...

. Homens e mulheres unidos ...

.as escolhas

. todas as tags

.outras andanças

.fotomemória

.companheiros

. Migração

.Ofeliazinha

Ofeliazinha

.Fraternidade

Fraternidade
Estou no Blog.com.pt

.Quantos já passaram

Quinta-feira, 7 de Abril de 2005

E cada vez somos mais

cravo1.gif

Pela espora da opressão
pela carne maltratada
mantendo no coração
a esperança conquistada.
Por tanta sede de pão
que a água ficou vidrada
nos nossos olhos que estão
virados à madrugada.

Por estarmos sempre onde está
o povo trabalhador
pela diferença que há
entre o ódio e o amor.
Pela certeza que dá
o ferro que malha a dor
pelo aço da palavra
fúria fogo força flor
por este arado que lavra
um campo muito maior.
Por sermos nós a cantar
e a lutar em português
é que podemos gritar:
Somos mais de cada vez.

Por nós trazermos a boca
colada aos lábios de trigo
e por nunca acharmos pouca
a grande palavra amigo
é que a coragem nos toca
mesmo no auge do perigo
até que a voz fique rouca
e destrua o inimigo.
Por sermos nós a diferença
que torna os homens iguais
é que não há quem nos vença
cada vez seremos mais.

Por sermos nós a entrega
a mão que aperta outra mão
a ternura que nos chega
para parir um irmão.
Por sermos nós quem renega
o horror da solidão
por sermos nós quem se apega
ao suor do nosso chão
por sermos nós quem não cega
e vê mais clara a razão
é que somos o Partido
Comunista Português
aonde só faz sentido
sermos mais de cada vez.

Quantos somos? Como somos?
novos e velhos: iguais.
Sendo o que nós sempre fomos
seremos cada vez mais!

José Carlos Ary dos Santos

analfabetado por ilheu às 15:10

para onde devo ir | ajuizar | juntar...
|

4 comentários:
De Anónimo a 11 de Abril de 2005 às 13:55
Ary é tudo de bom...ja conhecia..
Excelente o blog!!

kissBastet
(http://magariincancellabile.blogspot.com/)
(mailto:salsaeamor@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Abril de 2005 às 13:44
Pois é Caterina... é lindo este poema, da mesma forma que são lindos tantos outros do Ary... pena é serem pouco conhecidos, principalmente por gente da minha idade...lurdes
(http://oanalfabetopolitico.blogs.sapo)
(mailto:lurdesbranco@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Abril de 2005 às 12:40
Ah mulher, que nem há 2 dias ainda estava eu a encher cabeças alheias pseudo-declamando esse belo, belíssimo poema do Ary!Caterina
(http://www.caterina.blogs.sapo.pt)
(mailto:caterina_c@sapo.pt)


De Anónimo a 8 de Abril de 2005 às 12:43
Ary, sempre. abraçoPantanero
(http://pantanero.blogs.sapo.pt/)
(mailto:zh1951@sapo.pt)


Comentar post

.memórias

. Março 2009

. Junho 2007

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.Ofeliazinha

Ofeliazinha

.fotomemória

.Quantos já passaram

.subscrever feeds