"o pior analfabeto é o analfabeto político..." Bertold Brecht

.quem sou

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.recentemente

. Dia do Pai...

. O analfabeto político

. Um cravo de Fraternidade

. Abril, mês dos cravos e d...

. Com irregularidades, mas ...

. Poema...

. Digam lá se isto não é de...

. O que nasce torto…

. Erro de autarca põe idoso...

. Homens e mulheres unidos ...

.as escolhas

. todas as tags

.outras andanças

.fotomemória

.companheiros

. Migração

.Ofeliazinha

Ofeliazinha

.Fraternidade

Fraternidade
Estou no Blog.com.pt

.Quantos já passaram

Quarta-feira, 23 de Março de 2005

...

cravo.gif Ao camarada e amigo

António,

Este é o cravo que gostaria que recebesses hoje, amanhã e por muitos dias…
Um cravo vermelho como o que apadrinhou o início da nossa amizade e camaradagem…
Um cravo vermelho como o que te ofereci quando te disse que tinha tomado uma decisão: Queria ser militante do PCP!
Um cravo vermelho, em nome das gargalhadas, das discussões, dos risos, do cansaço, do trabalho… dos bons e maus momentos…
Um cravo vermelho por saber que apesar da distância que nos separa, sempre tive em ti um amigo que se alegrava com as minhas alegrias e entristecia com as minhas tristezas…!
Um cravo vermelho por saber que mesmo que não falássemos regularmente, havia sempre espaço nos nossos corações para amizade, simples, bela e desinteressada…
Este, não é um cravo com esperança como o que te ofereci há anos no hospital… é um cravo acompanhado por uma lágrima de quem se lembrará sempre do amigo e camarada que foste…
Tu sabes o que significa…
“Até amanhã, camarada!”

analfabetado por ilheu às 13:53

para onde devo ir | ajuizar | juntar...
|

2 comentários:
De Anónimo a 23 de Março de 2005 às 17:13
Obrigada Pantanero... eu hoje estou sem palavras, é triste quando vemos as pessoas de quem gostamos partirem... mas a luta continua!lurdes
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 23 de Março de 2005 às 15:51
São estas e outras que tornam indestrutíveis os sonhos comuns que iremos todos transformando em realidades possíveis. E quem sabe??? Mais perto do que longe. De certeza que não será por falta de empenho. Abraço Pantanero
(http://pantanero.blogs.sapo.pt/)
(mailto:zh1951@sapo.pt)


Comentar post