"o pior analfabeto é o analfabeto político..." Bertold Brecht

.quem sou

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.recentemente

. Dia do Pai...

. O analfabeto político

. Um cravo de Fraternidade

. Abril, mês dos cravos e d...

. Com irregularidades, mas ...

. Poema...

. Digam lá se isto não é de...

. O que nasce torto…

. Erro de autarca põe idoso...

. Homens e mulheres unidos ...

.as escolhas

. todas as tags

.outras andanças

.fotomemória

.companheiros

. Migração

.Ofeliazinha

Ofeliazinha

.Fraternidade

Fraternidade
Estou no Blog.com.pt

.Quantos já passaram

Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2005

Novo Tipo de discriminação

Um dos mais graves problemas sociais com que se deparam inúmeras famílias prende-se com a questão da habitação, e temos assistido a uma política de habitação social que nem sempre vai de encontro aos anseios e necessidades da população, quer a nível nacional, quer a nível regional.
Recentemente o secretário regional da Habitação e Equipamentos voltou a apresentar números, esgrimindo argumentos num braço de ferro com o Governo da República, em que o principal argumento reside em ver quem tem investido mais euros ou quem tem construído mais habitação.
Resta saber quanta dessa habitação é construída tendo em conta os interesses das populações… se é feita ou não com base nos hábitos sociais e culturais… ou se são apenas caixotes em cima uns dos outros com pequenos buracos a que chamam janelas, tendo como principais objectivos: construir o maior número de “casas”, na menor área de terreno possível, de forma a poupar-se uns trocos.
Por muito que os especialistas de diversas ciências sociais e não só refiram, afirmem e reafirmem que as políticas de habitação social no nosso país têm, na sua grande maioria, sido erradas… que se tem resolvido o problema da habitação dessas pessoas, mas não se têm resolvido outros… que até em muitos casos os modelos utilizados têm contribuído para criar novos problemas e novos focos de problemas sociais… os interesses economicistas têm-se sobreposto aos interesses sociais!
A política que tem sido seguida quanto à habitação social, pode ser comparada com a que tem sido adoptada para formação de turmas nos diversos graus de ensino.
Em nada contribuem para a inserção social dos indivíduos, muito pelo contrário, apontam precisamente no sentido da estigmatização, da discriminação (negativa) e da guetização.
Seguindo o velho ditado de que misturar uma maçã podre num cesto de maçãs sãs, fará com que a podre contamine as outras, tem-se optado por criar turmas de “maus alunos”, normalmente provenientes de um determinado extracto sócio-cultural; ou por colocar famílias com os mesmos tipos de problemas sociais, culturais, económicos e educacionais no bairro x ou y, criando autênticos guetos.
Este é sem dúvida um novo tipo de discriminação que a sociedade capitalista tem criado e que os governantes neo-liberais têm alimentado… neste momento, para além da discriminação racial, deparamo-nos com uma discriminação assente em critérios económicos, que cada vez atingirá maior número de pessoas, atendendo a que cada vez é maior o número de pobres.

analfabetado por ilheu às 16:36

para onde devo ir | ajuizar | juntar...
|

.memórias

. Março 2009

. Junho 2007

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.Ofeliazinha

Ofeliazinha

.fotomemória

.Quantos já passaram

.subscrever feeds