"o pior analfabeto é o analfabeto político..." Bertold Brecht

.quem sou

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.recentemente

. Dia do Pai...

. O analfabeto político

. Um cravo de Fraternidade

. Abril, mês dos cravos e d...

. Com irregularidades, mas ...

. Poema...

. Digam lá se isto não é de...

. O que nasce torto…

. Erro de autarca põe idoso...

. Homens e mulheres unidos ...

.as escolhas

. todas as tags

.outras andanças

.fotomemória

.companheiros

. Migração

.Ofeliazinha

Ofeliazinha

.Fraternidade

Fraternidade
Estou no Blog.com.pt

.Quantos já passaram

Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2005

Altura do Voto Alternativo

No próximo dia 20 os portugueses vão às urnas para eleger os 250 deputados à Assembleia da República, da qual sairá o novo governo.
Aos Açorianos, entre as 9 listas concorrentes, cabe eleger os cinco deputados que durante os próximos quatro anos irão defender os interesses regionais no Parlamento.
Nesta legislatura, dois dos cinco deputados eram do PS, sendo os outros três do PSD. Contudo, ao longo do tempo em que estiveram na Assembleia da República, qual foi a ligação destes deputados aos açorianos e aos seus problemas?
Quem conhece os nomes dos mesmos?
Que assuntos levantaram no Parlamento?
Que benefícios obteve a região com as suas representações?
É verdade que Mota Amaral foi presidente da Assembleia da República mas, quantas vezes participou Victor Cruz nos plenários da Assembleia?
Que trabalho desenvolveram os deputados eleitos pelo PS…
A representação açoriana na Assembleia da República tem sido partilhada entre os socialistas e os sociais democratas… mas se tentarmos averiguar quantos açorianos conhecem o trabalho desenvolvido pelos mesmos, chegaremos à triste conclusão que poucos o conhecem…
Por outro lado, existem deputados que, mesmo não sendo eleitos pela região, têm mantido uma estreita relação com os açorianos, ou será por acaso que, por exemplo, o grupo parlamentar do PCP seja o único que envia informação regular à Federação de Associações de Juventude dos Açores sobre a sua intervenção em matéria de política juvenil?
Será por acaso que no Parlamento Europeu sejam os deputados do PCP a levantar questões relacionadas com a SINAGA, a agricultura e as pescas?
Será por acaso que após as eleições legislativas regionais de Outubro passado, a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores tenha reunido apenas duas vezes (uma para tomar posse e outra para debater o seu orçamento para 2005)?
Não, certamente não será por acaso… tem a ver com a forma de estar na política! Tem a ver com a forma de encarar a política… e isto porque, enquanto uns estão na política e nos parlamentos para acumularem mandatos a fim de conseguirem boas reformas, ou para aprovar aumentos salariais para os deputados alegando a necessidade de se dignificar a política, outros há que encaram a política como serviço público, como forma de servirem as populações que os elegeram e defenderem os interesses de quem lhes confiou o seu voto!
O país precisa de uma mudança a sério e a realização deste acto eleitoral no início do ano, é a altura ideal para que os açorianos contribuam com o voto alternativo para essa mudança, dando mais força a quem não faz promessas eleitorais descabidas, mas luta com convicção para resolver os problemas de quem os elegeu…!
Esta é sem dúvida a altura dos açorianos contribuírem para essa mudança, sem os medos e receios já levantados por Paulo Portas acerca dos comunistas, revelador de quem não tem ideias nem projectos para a tão ansiada mudança, e opta por atira pedras aos outros para desviar a atenção da ausência de ideias alternativas, usando um discurso em que só lhe faltou retomar o antigo argumento do: ”Cuidado, que eles comem criancinhas ao pequeno-almoço!”.
Esta é altura dos açorianos reconhecerem quem se empenha todos os dias do ano em contribuir para uma sociedade mais justa e mais fraterna…
Uma sociedade onde os direitos sociais sejam uma realidade!
Uma sociedade onde o acesso à educação e saúde públicas e gratuitas não estejam sempre em causa!
Uma sociedade onde o trabalho com direitos não seja uma mera ficção!
Uma sociedade onde o crescimento económico não seja apenas dos cada vez menos que cada vez estão mais ricos!
É altura de contribuir para acabar com o cinzentismo fantasmagórico que tem envolvido a representação parlamentar açoriana na Assembleia da República…!
É altura de contribuir para que não tenhamos mais do mesmo com outra cara!
É altura de eleger um deputado da CDU pela Região Autónoma dos Açores, e daqui a quatro anos, analisar se este voto de confiança valeu ou não a pena!

analfabetado por ilheu às 15:51

para onde devo ir | ajuizar | juntar...
|

3 comentários:
De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 07:48
Bom dia Lurdes,

Acho que "elegestes" 20 deputados a mais! São só 230 deputados, quem atinge 116 tem maioria absoluta.

Parabéns pelo Blog, já tenho o teu link no meu blog.

Um abraço,

Paulo MiguelPaulo Miguel
(http://tintafresca.blogs.sapo.pt/)
(mailto:paulo.miguel@anacom.pt)


De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2005 às 12:22
Acho que a Nia mostrou que não é um analfabeto político, ou que pelo menos se deu ao trabalho de ler o texto! ;)
O Analfabeto Político não será exactamente quem o escreve, mas quem o ignora ou insiste em ignorar... Ou quem o lêm e vem armar-se em esperto, julgando que tem uma "boquinha santa"!
Parabéns L., o blog está muito giro! ;)
BeijinhosÂngela
</a>
(mailto:samuska@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2005 às 15:58
Para quem se diz "analfabeto político"...falas de política que te desunhas!;)
Fará se não fosses analfabeto político!:)Nia
(http://http/nia7.blogs.sapo.pt)
(mailto:natefe@sapo.pt)


Comentar post